segunda-feira, 28 de outubro de 2013

15 meses e várias rapidinhas prá morrer de amor!

1 comentários
E quinta-feira meu maior amor completou 15 lindos meses de vida, de saúde, de alegria e de encantos!

E a mamãe aqui amanheceu pouco babona, né? :-P

Pois vamos ilustrar esse marco com algumas fofurices do meu querido!

Primeiro, vale o registro de que, sim, ele anda, mas do "jeito" dele: desengonçado, meio "destrambelhadinho", e correeeeeendo!

Ele não quer caminhar, ele quer correr e acaba se afobando e perdendo o equilíbrio. Então ainda não podemos simplesmente soltá-lo pela casa... Ele anda muito bem se estivermos ao lado, escorando ou oferecendo uma das mãos.

Outro dia, no consultório da pediatra, uma mãe disse que a filha dela andou com 14 meses, mas que foi todo um "processo"... Não simplesmente andou de uma hora pra outra. E agora eu sei exatamente o que isso quer dizer!

Está a cada dia mais esperto, pra tudo. Continua comendo super bem. Descobriu o quanto é legal comer sozinho – seja a própria comida, seja pão, seja queijinho ou fruta picada, que ele pega com o perfeito movimento de pinça. Se diverte com um pão com requeijão. E agora passa o dedinho no requeijão e lambe – quer coisa melhor? hehe...

Comendo um delicioso pãozinho com requeijão... Huuummmm!

Está com doze dentinhos! Quatro molares romperam de uma só vez! (judiação!) Mas nem assim deu trabalho...

Vale registrar, ainda, que passamos pelo segundo dia das crianças do Felipe, que foi uma grande farra por aqui! Ganhou presente da mamãe e do papai, das tias e tios e dos avós, brincou muito, fez muita folia! Parecia um maluquinho curtindo a piscina de bolinhas, o tablet da Galinha, a bateria... Muita curtição prá uma criança só! rs...


Dia das Crianças!!!

Ainda, na semana retrasada, deixamos o baixinho por algumas horinhas na casa da vovó Su, à noite. Tivemos reunião no condomínio e nessa não dava pra faltar. E achamos uma grande judiação levá-lo. Então cheguei do trabalho, peguei-o na vovó Shirley e fomos para a vovó Su. Ficamos um pouco lá com ele e saímos para nosso compromisso. Ele nem nos viu saindo, ficou na maior folia e curtição por lá! E quando chegamos para buscá-lo, cerca de duas horas depois, encontramos um garotinho só de body, todo suado, descabelado, ligado no "220", gargalhando, provocando todo mundo... Brinquei que ele parecia um menininho de rua, tal era o estado! Se divertiu a valer e mamãe percebeu que, de repente, não é mais tão "essencial" assim... rs... Só deu muito trabalho para dormir, porque estava tão agitado que não tinha meios de pegar no sono. E depois ficou acordado das 02h00 às 04h30, pra "alegria" da mamãe que trabalhou no dia seguinte!

E está aprontando cada dia mais...

Dia desses, ele estava no bercinho enquanto eu arrumava a mala dele para o dia seguinte. A babá eletrônica, pela qual ele é fissurado, fica na cabeceira do berço. Ele sempre quer pegar e eu nunca deixo. Pois bem, nesse dia eu estava de costas e ele começou a me chamar, fazendo barulhinhos para eu olhar. Quando virei, ele estava com a mãozinha no ar, chegando perto da babá eletrônica, e ficou me olhando e rindo, esperando a bronca. Coloquei as mãos na cintura e não falei nada, só olhei. Pois ele esticou o dedinho e começou "nã nã nã nã não"... Não aguentei tamanha fofura e enchi de beijos! (como é que se educa assim??? rs...)

Outro episódio: domingo à noite, depois de um dia de muito agito e brincadeiras. Ele exausto, querendo se aconchegar pra dormir. Estava no meu colo, meia luz, quando viu o papai chegando com a mamadeira. Detalhe: eu sempre coloco a fraldinha dobrada no peito dele antes de mamar. Pois ele viu a mamadeira e ficou alucinado, e não pensou duas vezes: arrancou a fraldinha que ainda estava na minha mão e a "socou" (literalmente) sob o seu pescocinho, esticando as mãozinhas para pegar o tetê. Assim como quem diz: "pronto, já coloquei isso aqui, agora vai logo e dá meu leitinho!". Morremos de rir e de amor nessa hora!!!

Nessa mesma noite, era o primeiro dia de horário de verão e ele deu um trabalhão danaaado pra dormir. Só consegui colocá-lo no berço por volta de meia-noite. Deitei e adormeci. Passados DEZ minutos, ele acorda chorando. Papai foi lá acudir, pegou no colo, tentou fazer dormir. Mamãe se “fingindo de morta”. Papai desistiu e levou-o para nossa cama. Eu continuei de costas, tentando dormir. Mas ele queria a mamãe... Começou a me cutucar nas costas. Mais uma vez. E outra... Até que eu cedi e virei pra ele. Nessa hora, ao ver meu rosto, ele, ainda deitado, esticou os bracinhos pra mim, abriu um enorme sorriso e soltou um “aaaahhhhh”. Pronto! Como é que a gente boicota e volta a dormir, hein? Mas tudo bem, porque aí ele se aconchegou na mamãe e pegou no sono rapidinho...

Poderia ficar aqui por hooooraaaas registrando as peraltices e fofurices do meu baixinho, mas o post já está muito grande! Triste demais deixar esses momentos deliciosos se perderem na memória, né?


Filhote, parabéns por mais um mesversário! Mamãe e papai nunca acharam ser possível, mas te amamos a cada dia mais! Te ver descobrindo o mundo é simplesmente deslumbrante!!!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Ele andaaaa!!!

4 comentários
Tudo começou dia 11/08/2013, com 1 ano de 18 dias. Num almoço na casa da vovó Su, brincando com a vovó e o vovô, eis que Felipe deu seus primeiros passinhos. Apenas dois. Tímidos e (muito) cambaleantes.

No dia seguinte, com a vovó Shirley e a "bá", mais dois passinhos...

E no outro dia, um tombo engatinhando, que rendeu um belo galo na testa.

Coincidência ou não, a mamãe do Felipe aqui, segundo registro da memória dos vovôs, também deu seus primeiros passinhos e travou, depois de um tombo. Só voltou a se arriscar semanas depois.

E aqui, pelo visto, a história se repetiu...

Depois do galo na cabeça de agosto, Felipe ficou tímido e poupou seus passinhos. Continuou engatinhando ou andando de mãos dadas com alguém.

Uma semana atrás, ele ficou pirado ao finalmente descobrir o trem que ganhou do vovô Claudio de aniversário. Queria passar seus dias inteiriiinhos empurrando o trem.


video


E eis que, na noite de 05/10/2013, ao chegar para buscá-lo na vovó Shirley, mamãe encontra o bebê com cara de sapeca e a vovó com cara de deslumbrada, e a seguinte frase: "ele tá andando!".

Por coisa de minutos, mamãe também seria a primeira a ver!

Segundo a vovó, instantes antes de eu chegar, ele desceu do sofá sozinho (com ela ao lado, só observando), e atravessou a sala em direção à TV. Fez isso três vezes. Lindo!

Depois fomos jantar na outra vovó e lá ficamos incentivando nosso pequeno a repetir o feito. Mas como na casa da vovó Su a bagunça é tremenda e Felipe fica doidão de tanta alegria e excitação, foi mais difícil. Ele não queria andar, queria correr, todo bagunceiro, e ai desequilibrava! Mas até isso é garantia de alegria para esse pequeno!

Eis um pequeno registro que a mamãe conseguiu fazer no dia:


video


Amorzinho, ficamos TÃO felizes e orgulhosos com seus primeiros passos! E nessa mesma semana estivemos na sua doutora e ela disse para termos calma, pois você é muito grandão para a sua idade e isso certamente dificulta as coisas: você tem peso e tamanho de uma criança de dois anos, e se equilibrar é tarefa muito difícil pra você!
Mas você é muito esperto e determinado, e já começou a dar seus passos, literalmente, rumo à sua independência!
Orgulho da mamãe e do papai!